Einstein não era cidadão de Israel. No entanto, ele era judeu. O cargo foi oferecido ao físico alemão, mas ele recusou em 1952, dizendo:

“Estou profundamente comovido com a oferta do nosso Estado de Israel, e ao mesmo tempo entristecido e envergonhado por não poder aceitá-la. Toda a minha vida tratei de assuntos objetivos, por isso não tenho a aptidão natural e a experiência para lidar bem com as pessoas e exercer funções oficiais ”.